Páginas

sábado, 15 de setembro de 2012

E mais acordes...

Caros leitores;

Segue agora um estudo um pouco mais avançado de acordes. São vários tipos de acorde com sétima, com fundamentais na 6ª, 5ª e 4ª cordas. Todos os exemplos estão em Sol, mas eles podem ser tranportados para qualquer tom.

Segue a parte 4 de 4: 



quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Mais acordes!

Caros leitores;

Segue agora um estudo um pouco mais avançado de acordes. São vários tipos de acorde com sétima, com fundamentais na 6ª, 5ª e 4ª cordas. Todos os exemplos estão em Sol, mas eles podem ser tranportados para qualquer tom.

Segue a parte 3 de 4: 




quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Mais acordes...

Caros leitores;

Segue agora um estudo um pouco mais avançado de acordes. São vários tipos de acorde com sétima, com fundamentais na 6ª, 5ª e 4ª cordas. Todos os exemplos estão em Sol, mas eles podem ser tranportados para qualquer tom.

Segue a parte 2 de 4:


terça-feira, 11 de setembro de 2012

Acordes com fundamental na 6ª, 5ª e 4ª cordas.

Caros leitores;

Segue agora um estudo um pouco mais avançado de acordes. São vários tipos de acorde com sétima, com fundamentais na 6ª, 5ª e 4ª cordas. Todos os exemplos estão em Sol, mas eles podem ser tranportados para qualquer tom.

Segue a parte 1 de 4:




Acordes básicos...

Pra quem quiser estudar um pouco.
Abraços!


domingo, 9 de setembro de 2012

Boa música e educação: Boas notícias, Marcus Toscano consegue financiamento para ir à Royal.

O excelente violonista Marcus toscano consegue financiar seus estudos na Royal Academy of Music (Londres) através do benfeitoria.com (crowdfunding). Sua campanha ainda continua para buscar recursos para seu segundo ano de permanência na Inglaterra.

Pra quem tiver interesse de participar dessa grande realização, segue o link da campanha:

http://www.benfeitoria.com/marcustoscano

Abraços!

sábado, 8 de setembro de 2012

Boa música e educação: Campanha do músico Diogo Rodrigues.

O músico Diogo Rodrigues, formado em composição e regência pelo instituto de artes da Unesp lança sua campanha de crowdfunding para financiar seus estudos na Suíça. Artista de alto nível, se dedica à musica antiga e é especialista em instrumentos de cordas dedilhadas (alaúde e guitarra barroca), por isso pretende fazer seus estudos de mestrado performático na Schola Cantorum Basilienses (Basel, Suíça), onde já foi aprovado e aceito como aluno, mas necessita de financiamento para sua estada naquele país. Quando voltar realizará 24 recitais oficina em escolas públicas, dividindo seu conhecimento com o público brasileiro.

Para quem tiver interesse em participar desta nobre campanha, seguem links com vídeo e informações. Abraços!

http://www.youtube.com/watch?v=oMPkuqgWcSY

http://www.benfeitoria.com/correntecultural

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Sobre educação...

Segundo o Jornal da Tv Cultura, há um milhão de professores formados fora da sala de aula! Por quê? Salário! Um professor de ensino fundamental e médio, na escola pública, ganha em média 60% a menos do que profissionais de outras carreiras.

Além disso, vejo a questão do respeito ao professor... há anos tal carreira não orgulha mais os que nela estão e não seduz mais os jovens em busca de profissão. Nossos governos sempre investiram na ignorância e causaram o sucateamento da educação, visível não só no setor público como também no privado, salvo raras exceções que se tornam modelos, quando deviam ser apenas a regra.

Algumas atitudes merecem ser aplaudidas de pé, como esta da pequena Isadora:

https://www.facebook.com/DiariodeClasseSC 

Abraços!

Nova página do Duo Güedalma no Facebook.

Caros amigos, nova página do Duo Güedalma (Marcio Guedes e Renato Almeida: violões) no Facebook:

https://www.facebook.com/DuoGuedalma


DUO GÜEDALMA

Formado em 2007 pelos violonistas Marcio Guedes e Renato Almeida; o duo busca formar um repertório que possa realçar as características sonoras das cordas dedilhadas “a maneira brasileira” seja na formação violão & violão ou violão & viola. Procurando enfatizar nessas interpretações quer sejam de obras originais, transcritas ou arranjadas aquilo que de mais sonoramente peculiar possa residir no universo desta formação.

Renato Almeida:

Mestre em Musicologia pela Universidade de São Paulo, com dissertação sobre a obra e o concerto para violão e orquestra de Heitor Villa-Lobos.
Bacharel em música pela Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM/FMU), onde estudou violão com a professora Gisela Nogueira
Aperfeiçoou se em violão com o professor Edelton Gloeden (USP).
Estudou harmonia, contraponto e análise formal com o professor e compositor Osvaldo Lacerda .
Vem atuando nas mais diversas formações, desde o acompanhamento à cantores solistas, gravações instrumentais, grupos de câmara até o acompanhamento de grupos corais na realização de concertos, espetáculos e gravações de CDs .
Como compositor vem se dedicando igualmente aos gêneros canção e instrumental.

Marcio Guedes :
Mestre em Musicologia pela UNESP, com dissertação sobre a obra e o concerto para guitarra e orquestra de Radamés Gnattali. Licenciado em música pela Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM/FMU),
Aperfeiçoou se em violão com o professor Henrique Pinto, participando intensamente como recitalista nos projetos deste importante professor.
Estudou análise e composição musical com o maestro
Abel Rocha.
Como violonista tem participado de várias atividades, como o acompanhamento de cantores de MPB, gravações em estúdio, grupos instrumentais como o “Brasil com S”, além de diversos espetáculos.
Atualmente é professor de violão e matérias teóricas no curso de Musicoterapia do Centro Universitário da UniFMU.



Sesc Bertioga



FMU 

sábado, 1 de setembro de 2012

Um pensamento...

Segundo a Unesco o Brasil está em 88º lugar (!!!) no ranking da educação mundial. Significa então que a maioria das pessoas do nosso país sofreram por receber educação precária, já que nossos governos sempre apostaram na ignorância da população. As músicas mais ouvidas por nossa população também sofrem de precariedade tanto musical quanto poética. Será mera coincidência? Óbvio que não! Estou cansa
do de ver críticos musicais atribuírem qualidade a "artistas" com base no tamanho do seu público ou na quantidade de CDs vendidos. Seria ótimo se todo artista tivesse público proporcional à sua qualidade, mas infelizmente essa relação quase sempre é inversa. Claro, quase sempre, pois sempre há exceções. Sempre!