Páginas

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

E por falar em boa música...


No final do ano passado, próximo das férias escolares, ganhei do meu aluno Paulo Passos um exemplar do CD Vivendo de Truque, da sua banda de pop/rock Zabomba. Recebi o presente de bom grado e, como é meu propósito com todos os trabalhos que de uma maneira ou de outra chegam em minhas mãos, queria ouvi-lo com atenção. No entanto, confesso que já faz alguns anos que não tenho muita esperança de encontrar boa música nos meios pop ou rock, já que os veículos de mídia que estão ligados à essa produção são imbuídos de diversos interesses que confinam a música em planos secundários. Bom, este não é o caso do Zabomba! 
À primeira vista, fui surpreendido pela ótima concepção de capa do CD. A foto remete ao visual clássico dos Secos e Molhados (antigo grupo de Ney Matogrosso) e faz alusão a outros personagens famosos da cultura pop (incluindo Ney Matogrosso). Ao escutar o disco, o fiz do começo ao fim, ininterruptamente: as músicas prenderam minha atenção. Não fazia isso com CDs de pop e/ou rock há muito tempo. As dez faixas do CD do Zabomba (Vivendo de Truque, Mente, Teatro?, Os meus sonhos servem pra você vir me visitar, Luz da sala, Demorou no banho, Dó de mim, Parafuso na cabeça, Roma em chamas e Pra acalmar o turbilhão) são composições criativas que moldam boas letras. As performances instrumentais dos integrantes do grupo são excelentes. Todos os timbres são muito bons, destaque para as intrigantes partes de guitarra de Paulo Passos. Até mesmo os timbres eletrônicos que por vezes figuram nas canções não caem na mesmice. O vocalista Rapha Z tem boa voz e - coisa que não é frequente neste tipo de música - se preocupa em cantar bem! Ney Matogrosso,  faz uma participação especial na canção "Mente" e João Ricardo em "Teatro?".
Enfim, o Zabomba aponta para a possibilidade de fazer boa música e ser comercial ao mesmo tempo. Recomendo a escuta!
Vivendo de Truque foi gravado em 2011 no Estúdio Angels em São Paulo. Todas as faixas são dos integrantes do Zabomba, exceto "Teatro?" de João Ricardo e "Parafuso na cabeça" de Rogério Skylab. O Zabomba é formado por Rapha Z (voz), Paulo Passos (guitarra e efeitos), Beto Böing (contrabaixo) e Marcelo Bonin (bateria).



Nenhum comentário:

Postar um comentário